Apenas o amor


Tudo entre nós dois sempre foi sem rótulos, porém sempre foi muito exposto, dês do inicio, parecíamos estar vivendo dentro desses realitys shows  de casais. Todas as brigas, planos, sonhos, duvidas e medos eram expostos, às vezes sem o consentimento deles.

Não podemos negar, eramos o tipico casal diferente, praia-montanha, frio-calor, e era uma combinação bem louca. Você sempre foi desprendido, sempre foi solto, e bom, sempre fui pé no chão e pressa a algo, você me fez uma pessoa livre, uma pessoa leve, me mostrou que a vida vai muito além das regras, e que às vezes quebra-lás não irá arruinar minha vida por completo.

Você me ensinou a ser desprendida, logo eu, que sempre fui presa a você tô sendo livre hoje em dia, dá uma saudade, admito, mas voltar não é uma opção, pois já não somos os mesmos de uns meses atrás, aconteceram tantas e tantas mudanças em nossas vidas que fizeram com que mudássemos, claro, mais eu do quê você. Eu mudei, você diz preferir aquela de um ano atrás, mas eu prefiro a de hoje, pé no chão, e pensamentos nas nuvens.

Mudei, cresci e amadureci. Você já me questionou sobre eu ter afirmado "se não for você não será mais ninguém" e se o que eu sentia realmente é amor. Hoje, dia vinte e cinco de setembro de dois mil e dezoito afirmo, sim é amor. Amor é além de palavras, além de estar junto, amor não é egoísta, amor é se doar e sim, mil vezes sim, é amor, é você o amor da minha vida e o amor pra vida. Pode soar o mais clichê possível, o mais "quinze anos" possível, é real, é verdadeiro. O verbo "era" nunca existiu na nossa história, muito menos ponto final.


É clichê, mas a sua felicidade sempre irá ser a minha, mesmo que longe de mim, mesmo que em outros braços. 


Escolha mais um texto

2 Comments