A felicidade se vive, e não se grita


Muitos dizem estar com você na alegria e tristeza, mas será que estão mesmo? Muitos dizem que a sua felicidade também é a dela, novamente, será?

Vivemos em um mundo onde o gramado do vizinho sempre é o mais verde, vivemos em um mundo onde não podemos gritar nossa felicidade, afinal a inveja tem sono leve ou as vezes nem dorme para não perder um segundo da sua vida.

Pessoas tóxicas o nome certo, elas querem fazer sua vida de novela, aquela das nove que todos acompanha ou até a das seis que é uma coisa mais seletiva. Elas querem saber cada passo seu apenas por saber e te criticar. É como uma chamada para o Globo Reporte "Pessoas toxicas, onde vivem, por que não cuidam da própria vida, será que elas não tem semancol".

Vivemos em um mundo onde você ajuda e ainda sim é criticado, se não ajuda, há, é mais criticado ainda, vivemos em lugar onde te criticar é mais fácil que olhar para si e ficar, bom, talvez calado.
Julgar é tão fácil quando não é com você, já reparou? Ninguém pode errar, temos que usar mascará, e se você não usa, vem a hipocrisia de quem é falso é você.

Temos uma juventude pobre de espirito, quer sempre ver o outro por baixo, mesmo que não assuma, é uma disputa eterna de quem está melhor. As redes sociais estão transbordando por pessoas atrás de atenção, pessoas distribuindo o ódio gratuito, xingamentos sem motivo algum.
Antes stalkear era para colocar o ciumes em dia, ou por estar de madrugada e não ter nada para fazer, mas agora tornou uma disputa para monitorar e vigiar a vida do outro, e a pergunta é: pra que?

Sim, estamos em um mundo sem empatia, onde se bate no peito e diz não ter coração, sentimentos. Onde quem supostamente se importa menos ganha, enquanto a maioria morre sufocada com os sentimentos que diz não ter, irônico, trágico, mas a realidade de muitos. Estamos vivendo no mundo onde não se importar te faz ser "o cara", mas enquanto isso a nossa alma apodrece por guardar tanto sentimentos.


2 Comentários