O final deixaremos com reticência

segunda-feira, setembro 26, 2016


Oi, resolvi te escrever, mesmo que talvez você nunca leia essa carta, sou um pouco covarde quando se trata de sentimentos, eu sei. Não vou colocar a culpa em algum relacionamento frustado ou por traumas do passado, mas tive coragem até aqui. Sei que apenas me falta os vintes segundos de coragem, eu até chego a ter, mas perco a fala.

Não que eu nunca quis te contar, prometo que quis desde que te conheci, mas eu não queria admitir para eu mesma que estava encantada por você. Talvez o problema seja eu, ou a forma que sempre encarei o amor "pior que um bixo de sete cabeças" nunca acreditei em príncipe encantado, talvez meu erro esteja ai.. Finais felizes, contos de fadas, por que eu iria acreditar nisso tudo naquela época? Sei que todas as meninas da minha idade acreditavam, mas eu não, sempre fui a diferente.

Ok, tudo bem, essa carta não será sobre minhas paranoias, isso se você não achar que estar apaixonada por você seja uma. É, admiti mais uma vez que me apaixonei. O teu sorriso, o teu abraço, e até o teu cheiro, caraca! Não sei, mas você consegue o que ninguém conseguiu, você consegue fazer com que eu acredite em príncipe e finais felizes, mas calma! Respira! Vou te explicar.
Não espero que você venha de cabelo branco, todo engomadinho me salvar do perigo, mas sim, vim da forma que der, na hora que der, e estar comigo sempre que der, felicidade ou tristeza.
E ah.. o final feliz é meio contraditório, com você quero o começo e o meio feliz... O final deixaremos com reticência.


You Might Also Like

0 comentários