Carta para mim

  

Querida eu, você sempre teve um grande problema em saber reconhecer seus limites, nunca percebeu quando é hora de se retirar da vida de alguém, pois sabe que deu o seu máximo para que você pudesse ficar, e tudo bem, pessoas vem e vão, mas você deu o seu melhor. Sabemos que sua linguagem do amor é palavras de afirmação e tempo de qualidade e tenho certeza que você fez tudo que estava ao seu alcance para tudo dá certo, e pelo visto não deu, e novamente tudo bem. Ninguém vale tudo isso, a não ser você mesma.

Foi um ano difícil para você, um novo mundo se abriu (ou um velho amigo né) e veio aflorar tudo que um dia você jurou, nesse mesmo cantinho que jamais iria acontecer de novo, e aconteceu, sabíamos que isso iria acontecer, e novamente está tudo bem. Você teve um ano atípico, como se todos os demônios de estimação que você mantinha em cativeiro e não dava sinal nenhum voltasse para te assombrar, e você fingiu que nada disso estava acontecendo para novamente cuidar de outras pessoas e hoje você se viu de uma forma que jamais se imaginaria. 
 
Ter que recolher seus próprios pedaços é uma coisa estranha, porém ao mesmo tempo bem satisfatória, é quando você consegue se olhar no espelho e dizer com todas as letras que você realmente se basta, é você olhar no espelho e lembrar daquela menina de dois mil e dezessete e falar "nós conseguimos". Mesmo que você tenha voltado para onde tudo começou, olha a mulher que você se tornou, olha a maturidade com que lida com várias situações, e novamente, olha o que você se permitiu sentir mesmo com todos seus traumas, e sim, você apesar de todos os traumas não foi de longe uma pessoa ruim nesses relacionamentos. Mas às vezes os relacionamentos não são mesmo para acontecer, e novamente tudo bem.

Já se perguntou quantas vezes falei "tudo bem" para você? Pois é, você ainda se cobra demais em relação a tudo em sua volta, acredito que é uma das coisas que você precisa urgentemente mudar. Mas tenha calma, toda mudança precisa de tempo, não se preocupe, você está indo bem, sabe reconhecer seus limites e melhor de tudo, hoje em dia você ainda tenta, tenta amar, tenta compartilhar seus segredos, seus medos, você tenta sempre ser a melhor versão de nós. As pessoas ainda te subestimam, acreditam que você vai insistir para sempre, que sempre está ao lado delas, apesar de ser um desejo do seu coração, mas você não é a supergirl para aguentar tanta porrada e ainda sim ficar. Mas elas não sabem, quando você faz as malas é para não voltar mais.

Deveria estar orgulhosa de quem você está se tornando, é um pouco do que você sempre quis ser, confesso que existem coisas que ainda podem ser mudadas, mas você vai conseguir, e por favor, toda vez que você olhar para trás, sinta orgulho da mulher que você está se tornando.

0 comentários:

Postar um comentário

My Instagram