Carta para minha preciosa


Vinte e oito de março de dois mil e vinte um, algum lugar do Brasil - mas deveria ser dentro do seu coração

Oi, como você está? Não sei bem como escrever uma carta para você, pois  não sei se um dia você irá ler, talvez eu esteja apenas "perdendo" tempo escrevendo isso, mas acredito que preciso disso, não por você, mas por mim. 

Final de novembro de dois mil e vinte, eu parei de negar o que sentia por você e assumi (para mim, obviamente), tudo que todos já haviam dito para mim e eu negava fielmente sobre qualquer possibilidade disso acontecer, mesmo sabendo que lá, no fundo, meu coração sempre chamava seu nome. Penso que tudo isso foi desde o primeiro dia, não sei como, mas sinto isso, ao falar de você com uma amiga ela me disse que jamais me viu dessa forma (e não de boba apaixonada), mas ciente que amar não sustenta um relacionamento, que só amar não dá. 

Já havia te dito que o ano passado foi um ano bem pesado para mim, julgo que tive que lidar com todos meus demônios de uma vez, e a única coisa boa foi ter conhecido você. E sei que soa clichê, mas você não faz ideia do quanto você me salvou, mesmo sem saber. Você me manteve viva, aquela garotinha que sonha em viver um romance, que sonha em constituir uma família, mesmo que não agora, mas em um momento da vida. Você me fez sentir algo que eu jamais imaginei que sentiria, e todas às vezes que eu disse que te escolheria todos os dias, eu não estava aumentando, pois, eu sempre escolho você no final. 

Te amar também doeu, pois, nunca quis jogar essa responsabilidade para você, e por muito tempo tive que guardar apenas para mim, pois sei que se eu falasse com a pessoa errada ela iria te cobrar alguma posição. E eu jamais queria ser o motivo do seu sorriso não estar no seu rosto mais, e guardar esse amor talvez tenha sido egoismo da minha parte, mas sei que te cuidei o máximo que pude, sei que demonstrei o máximo que pude sem me machucar ou machucar você. Fugi desse sentimento todas às vezes que eu estava prestes a me entregar de vez, e foi assim que levei alguns dias após assumir para mim que estava apaixonada. Eu jamais irei lhe culpar por nada em nossa história, se é que posso chamar assim, eu te amei com tudo de mim, mas não tive coragem de assumir isso para você da forma mais clara, sempre foi nas entrelinhas, sempre com uma capa para disfarçar a intensidade. Mas saiba que cada palavra que foi dita por mim em relação a sentimento é real, não importa por onde foi dita, era meu coração falando algo que já aguentava mais guardar.

Você é a mulher mais incrível que conheci, eu sou apaixonada por cada detalhe seu físico e da sua personalidade. A gente se encaixou de uma forma que eu não sei como sair (e não quero) mas sei que não sou o seu encaixe perfeito. Quando eu dizia que você é perfeita para mim eu falava com todos os defeitos e qualidades, mesmo eu não conhecendo todos, mas sei que é, não pede para eu explicar como sei, mas eu sei. É como se você fosse a pessoa que eu pedia nas minhas conversas com a lua nas noites em que eu não estava mais acreditando que alguém iria me entender, me amar, me querer exatamente do jeito que sou, com meu passado, com minhas inseguranças, sei que é você pois toda vez que olho para lua somente você que me vem a mente, sendo a do céu, sendo a tatuada no meu braço, você deu sentindo a minha vida onde eu jamais pensei que teria sentido.

Queria ser a pessoa certa para você, a que faz seu coração acelerar, suas mãos suar, e sua pupila dilatar. Mas sei minha posição na sua vida, e aceito. Você merece o mundo, eu te admiro tanto que se por um momento você conseguisse se enxergar da maneira que eu te enxergo veria a mulher que vejo, mas tenho certeza que daqui a alguns anos você irá conseguir ver, e talvez você se lembre de mim, e eu espero que esteja com uma pessoa que te faça feliz da forma que merece. 

Não era para ser uma carta de despedida, e talvez não seja, era apenas para eu te dizer o que meu coração já não aguenta mais guardar só para ele. 

Se cuida, minha preciosa.

Com amor, eu.











0 comentários:

Postar um comentário

My Instagram