Amar também é deixar ir


E quem diria que algum dia eu ia entender que amar também é deixar livre, é não se declarar, é apenas cuidar, mesmo que exista segundas intenções, e assim que tem sido, guardo apenas para mim, tudo bem, compartilho com todos a minha volta, menos com você, não posso colocar para você o peso em saber que alguém ama você, mesmo acreditando que o amor não é um peso, mas quando não estamos preparados ele se torna um, e bom não é dessa forma que desejo ser lembrada aqui a alguns anos, em uma roda de amigos, na mesa do bar, prefiro ser lembrada como aquela amiga que te apoiou nos momentos em que mais precisou, que esteve ao seu lado nos dias mais escuros, e nos mais claros, quero ser lembrada como a amiga que fez valer a apena cada momento, cada conversa, e cada sentimento.

Estar apaixonada por alguém como você extremamente oito ou oitenta, às vezes dá vontade de gritar ao mundo inteiro o quão maravilhosa você, o quanto o seu sorriso é encantador, o quanto sua voz me acalma mesmo que não saiba disso. E o mais engraçado de tudo é que você chegou na minha vida realmente na hora certa, quando meu coração já não doía mais, quando meu sorriso já não tinha mais um dono, que meus textos estavam sem uma inspiração, e foi aí que você chegou e me mostrou que único motivo que meu sorriso deveria ter era eu, que a minha inspiração também deveria ser eu em todos os aspectos, você fez com que eu olhasse mais para mim, e finalmente enxergasse a pessoa que sou, a que estava escondida por debaixo de tanta culpa, tanto medo.

Admitir que estou apaixonada nessa altura da vida é ainda assustador, tinha plena certeza que estava blindada contra disso, mas você veio tão de mansinho que não percebi, e quando por alguns instantes isso passasse em minha mente eu negava de tal forma que por meses eu acreditei que sim, tentei me relacionar com outras pessoas, mas obviamente não deu certo, elas não era você. Por mais louco que seja tudo isso, por mais intenso que seja tudo que sinto eu não consigo dizer abertamente para você, pois sinto que não posso passar essa responsabilidade para você, você tem muito para viver ainda para ter em seus ombros esse sentimento que além de lindo é intenso demais. Por isso optei em não te dizer tão claramente, digo sempre de leves, em formas de cuidado, em fazer você enxergar a mulher maravilhosa que você é, e o quanto eu tenho orgulho de você, minha pequena. (obviamente não te chamo assim, mas ficaria tão na cara que é para você que me assustei por uns instantes).

Toda noite antes de dormir vou até à varanda e olho para estrela que mais brilha no céu e converso com ela por alguns instantes, digo sobre você, conto como foi o seu dia, como eu desejo um abraço seu, digo o quanto eu te amo, digo que jamais pensaria que sentiria algo tão forte novamente e que é uma pena eu ser tão covarde em conseguir admitir isso [...] E às vezes converso com a lua, digo que o seu sorriso é mais encantador que encontrei e quem dera eu ser o motivo dele. Digo o quando me orgulho da pessoa que você vem se tornando a cada dia, e em um suspiro apaixonado digo o quanto eu desejo poder estar ao seu lado.

Amar é deixar livre [...] mas se você quiser ser livre ao meu lado, eu aceito.

0 comentários:

Postar um comentário

My Instagram