Um trecho da nossa história


​ Não há quem me veja hoje em dia e não veja alguns traços seus, seja em musicas, seja no jeito de falar ou até mesmo a minha nova vontade de surfar. Não há quem veja você e não perceba que já passou do funk ao sertanejo, mesmo sabendo que só ouvia pop e eletrônica.

A intensidade do que vivemos nos fez assim, cada um com um pouco do outro e tudo bem você não admitir, não seria a primeira vez que discordamos de algo. Cada dia era uma divergência diferente, ciúmes? Insegurança? Tantas perguntas e talvez apenas nós iremos saber a resposta. Amor com plateias quase nunca dá certo, muita gente torce a favor, mas viu o tamanho da torcida contra? Talvez seja até maior que a torcida do Flamengo e Corinthians. Talvez seja esse o gol contra da nossa história.

Não importa o tempo, o que vivemos são lembranças que a vida não irá conseguir apagar, quando alguém fala do meu signo, quando alguém falar onde nasci, não importa o detalhe, você irá se lembrar e dá um meio sorriso, e tudo bem não falar o motivo para ninguém, eles não entenderiam o que se passou na nossa quase história de amor.

E por fim, iremos conhecer pessoas novas, algumas antigas irão surgir novamente para nossa vida, e nelas iremos encontrar algo que irá fazer com que lembremos um do outro, e tudo bem isso acontecer, significa que o que vivemos de alguma forma louca marcou a gente de uma forma boa.


2 Comentários