Desculpe o transtorno, preciso falar de nós


Já começo pedindo desculpa por falar de nós assim, tão aberto a terceiros. Mas nós, quem somos separados que já não me recordo, não me imagino acordando sem tê-lo ao meu lado. Muitos vomitam o que acha que isso é, o mundo é feito de rótulos e porquê nós dois não? Dizem que é apenas carência, dependência, rotulam dizendo que é paixão. Afinal o que somos? Quem somos? Desculpe o vocabulário cheio de clichê, mas irei falar de você, ou melhor de nós.

Entre milhões de palavras que existe, nenhuma será tão cheia e completa como nós dois. 
Não disse que somos perfeitos, mas feitos para sermos apenas um, para sermos singular. Típicos casal que tentam resolver tudo juntos, começando pela cor do esmalte da unha até o que será comprado para o jantar.
Não disse que somos perfeitos, mas buscamos sempre resolver qualquer conflito da melhor forma possível, isso vai do drama por estar passando mal, até crise de ciúmes, que cá entre nós eu amo - risos-  
Não disse que somos perfeitos, mas conhecemos o outro como ninguém conhece, aturamos o insuportável como necessário e cuidamos do que é indispensável, nós. 

Somos clichê e não somos, sabemos dosar a nossa relação, e por isso poucos entende o porquê dela ser tão intensa. Somos cúmplices, parceiros e companheiros, somos o que o outro precisa no momento, somos a calmaria, a tempestade, o amor, o sexo, o abraço, a briga, somos a mistura de tudo, e assim não só nos completamos, e sim transbordamos.

Fizemos tantos planos, mas nunca deixamos de viver o presente, sentimos ciúmes, raiva [...] mas sentimos amor, muito amor, companheirismo, cumplicidade, carinho, e mais uma vez ciúmes por que sempre foi em dose dupla.

Já nos chamaram de loucos, mas diria que somos intensos e totalmente entregues a isso que muitos tem medo de viver, muitos desejam viver, mas falam que não quer, que não faz falta. Entregues ao amor, a intensidade de sentir algo tão forte que palavras não consegue dar uma definição.

Falar de nós é tão complexo pois como rotular o que temos e o que somos? Mas falar de nós é o que me deixa com aquele sorriso de canto, é o que deixa meus olhos brilhando, é o que faz com que me perca em palavras, até aquele famoso friozin na barriga eu sinto. Se tudo o que nós somos não for amor, estamos no patamar acima já.


Escolha mais um texto

2 Comments