Já me acostumei com suas idas e vindas


A pior coisa do mundo é quando paramos de sentir saudade, sentir a falta de alguém. E com você não foi diferente, você não deixava ninguém se aproximar, tudo bem você errou no passado, mas isso não podia decidir o seu presente e muito menos o futuro, e você deixou. Você sempre partia quando via que ia se apaixonar, sempre partia quando via que ia se entregar, e foram tantas idas e vindas que até me acostumei com sua ausência. 

Você sempre foi aquele tipo de pessoa que tira meu riso fácil, que todos querem ao lado, mas que ao mesmo tempo prefere ser sozinho, e não depender de ninguém, e não sabia o que fazer quando alguém dependesse de você. Nunca aprendeu a lidar com sentimentos, com carinho e proteção. Seus amigos se foram, você está sozinho, mas foi escolha sua, apenas sua.

Você tinha várias opções, uma melhor que a outra, mas escolheu a pior, você escolheu a solidão, você escolheu ir, mas desta vez sem pensar em voltar, sem se despedir apenas para não ter a chance de fazer você mudar de ideia. Mas quero que saiba que ainda estou aqui, com aquelas plaquinhas de aeroporto “volta quando quiser, e se puder dessa vez fique.”

0 Comentários