Quase foi uma história


Começou como uma brincadeira, e eu não imaginaria que iria acabar sendo tão séria ao ponto que chegou. Nos tornamos confidentes, sempre foi um jogo aberto afinal tínhamos alguns tratos, e pensando agora faltou apenas um: que apesar dos apesares ainda seriamos amigos. Hoje cedo falei de você para uma amiga, contei da nossa amizade um tanto quanto diferente, e que independente  do que acontecesse eu sempre estaria esperando ver seu sorriso, mesmo  que de longe. Sou meio diferente ao mostrar sentimentos, mas no fundo sou a pessoa mais romântica que você irá conhecer na vida, ainda não consegui demonstrar, mas pode acreditar. Disse a minha amiga que você foi quase meu melhor amigo, mas na verdade você foi e talvez ainda seja, você deixou eu ser eu mesma, e sabe o quanto isso é difícil? Te ter por perto me deixava aliviada, me deixava segura e quem sabe até protegida. Mas eu consegui estragar tudo como sempre, e te fiz partir.

Você não me disse adeus, mas sei que se foi, está distante, está longe e a culpa é minha. Pedi para voltar trocentas vezes, e talvez eu queira pedir trocentas vezes mais. Não sou de insistir em nada, e em você eu insisti e até hoje não acredito nisso. Quebrei o trato, mas continuei aqui no mesmo lugar, quebrei o trato mas você disse que não iria deixa, e deixou, deixou sem sequer perguntar o por quê e sequer pedir para ficar. Partiu no mesmo instante, sem olhar pra trás, sem ao menos dizer: estou indo e não volto mais. Mas tudo bem, minha parte eu fiz, escrevi, gritei e pedi. 

O que tivemos foi quase uma história, daquelas que iriamos contar aos quatros cantos o que vivemos, iriamos contar cada detalhe dessa louca e extraordinária amizade. Talvez contaríamos sem dizer o nome, inventaria um nome qualquer, só para não relevar todos os detalhes, para não revelar que a pessoa que conseguiu nos trazer para mais perto de quem somos, era a pessoa mais improvável, talvez essa seja a graça da nossa quase história, não ter que assumir o que aconteceu, apenas ter em meras lembranças as coisas que um dia nos pertenceu.

Escolha mais um texto

2 Comments

  1. Adoro seus textos, e sempre acho que a pessoa para quem você escreveu nunca sabe deles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, é mais ou menos isso mesmo hahahah Mas tem alguns textos que a pessoa na qual eu me inspirei sabem da existência, não sou tão cruel ao ponto de não mencionar, e outras vezes a pessoa não nota que é pra ela hahah vai depender da pessoa, e a maioria não nota que é sobre ela.

      E obrigada ♥

      Excluir